Arte, empreendedorismo e o dia que minha chave virou


 

O Tudo Pela Arte poderia ter nascido em 6/11/2013, o dia em que a chave realmente virou na minha cabeça.

No final de 2013 eu participei de um evento de empreendedorismo e desenvolvimento pessoal em Punta Cana que mudou a minha vida.

Estava (quase) tudo lindo nessa época: eu estava há 4 meses morando com o Gabriel (fazia exatamente esse tempo que tínhamos ficado noivos), depois de 5 anos parada estava de volta ao ballet e aos palcos, e estava encantada com tudo que eu vinha lendo e estudando sobre desenvolvimento pessoal e alta performance (aquele momento em que você parece descobrir um mundo paralelo).

Só tinha uma incongruência nessa história: eu não estava feliz com a faculdade. Não me via mais sendo psicóloga, não conseguia sonhar e nem ter expectativas pra isso.

E aí?

E aí que durante os 5 dias de evento eu fortaleci algo que já estava passando pela minha cabeça: Eu não estava vivendo uma escolha, estava simplesmente aceitando uma realidade, uma realidade bem distante dos meus sonhos.

Ah, e eu tive certeza também que precisava urgentemente ficar fluente em inglês. Nesses dias eu deixei passar a oportunidade de conhecer pessoas tão interessantes de todos os cantos do mundo, e como eu já estava planejando ir em mais eventos como esse, tinha que solucionar isso.

Começamos então a pesquisar inúmeros lugares para morar… talvez um lugarzinho mais bucólico (interior de Londres foi uma opção, nada de cidade grande, pensávamos numa vilazinha, coisa de filme mesmo), ou cheio de natureza (quem sabe uma praia na Austrália ou na Malásia). E se engana se estiver pensando “po, é assim fácil, escolhe o lugar que quer e vai?”. Em muitos desses lugares eu gastaria bem menos do que morando em São Paulo, tendo a oportunidade estudar e respirar inglês, e ainda aproveitar o momento pra alinhar meus sonhos e expectativas.. E como um jogador de poker só precisa de um computador e internet, pro Gabriel nada mudaria.

Resultado: não fiz nada. O medo imperou e minha mente não me deixou viver isso.

– “Não tá certo isso”, era o que eu pensava.

Pra estudar inglês eu não precisava trancar a faculdade, podia fazer um intercâmbio. E esse pensamento padrão me dominou.

A liberdade tava me chamando, mas eu não tive coragem…

E em Março de 2014 lá estava eu de novo na faculdade. Insatisfeita, de novo.

Acontece que nesse período o Gabriel se aprofundou muito nos estudos de empreendedorismo e eu pude provar um pouco disso durante as férias. Comecei a me apaixonar por esse mundo e aí não teve jeito…

Tive medo, muito medo, mas decidi: larguei a faculdade no final de Março.

Não vou dizer que a partir daí foi tudo fácil e mil maravilhas. Claro que não… nunca é quando está começando algo novo. É sim um momento mágico, mas ao mesmo tempo desafiador. Momento de entender como tudo funciona, de errar, quebrar a cabeça, errar mais um pouco… sabe do que eu to falando?

Desde então nossos dias foram de muito trabalho e aprendizado. Muito. E o melhor… foi também de muito encantamento!

E agora eu acho que o Tudo Pela Arte não poderia ter nascido em 6/11/2013.

E talvez eu nem pudesse ter ido morar fora naquela época.

Esse tempo foi essencial, pra todas as Marinas que existem em mim.

Há uma semana cheguei em San Diego para passar um mês. Só que agora não mais para alinhar sonhos e expectativas.

Hoje tô vivendo a realidade que eu escolhi, sem aceitar qualquer coisa que fuja das minhas próprias regras.

Vou ficar um mês estudando inglês e vivendo, mas dessa vez não vim com o Gabriel (pode parecer estranho e não é o mais confortável, já são tantos anos que nem me recordo a última viagem que não fizemos juntos, mas com certeza será enriquecedor, pra mim e pra ele). Agora estou por minha conta e continuarei trabalhando daqui, nada de moleza. Essa é a liberdade que eu sempre quis e encontrei no empreendedorismo.

Agora eu sei que a chavinha que virou, virou pro lado certo. Que todos os medos e incertezas que tive nesse período valeram a pena. E que agora eu estou vivendo a minha arte.

Não importa se já estou pronta ou não. Estou vivendo, é o que vale.

Se quiser entender melhor como tudo isso um dia se encontra, arte e empreendedorismo, dá uma olhada no sobre do blog.

O Tudo Pela Arte é meu grito. Grito de arte, de liberdade.

É a forma que eu criei pra unir meu lado empreendedor com meu lado artista. Pra viver a minha vida da forma como eu acredito que tem que ser. Pra viver a minha arte sem deixar nada me barrar.

Eu sempre gostei de escrever (sem regras, claro. As redações na escola ou no vestibular eu abominava). Escrever meus pensamentos e experiências. Escrever cartas (essa sempre foi uma das minhas melhores formas de expressão, e assim continua sendo).

Então eu criei o Tudo Pela Arte pra ter um espaço em que eu poderia compartilhar coisas que eu gostaria de encontrar em outros lugares. Coisas que eu gostaria que uma outra pessoa estivesse compartilhando comigo.

Coisas que me inspiram, que vivo ou quero viver. E que eu espero que inspirem outras pessoas no caminho.

E claro, coisas que as pessoas estão fazendo por aí para viverem sua arte. Todo dia e intensamente.

É sobre isso que eu vou escrever por aqui.

Uma das minhas intenções com esse blog é conhecer cada vez mais pessoas nessa mesma busca…

Então deixa a vergonha de lado e vem se apresentar pra mim… me conta, o que mais te inspira hoje em dia? Qual a sua arte?

Quero te conhecer e vai ser um prazer interagir com você aqui nos comentários, tá?!

Tudo pela arte.
Sempre!

 

  • Estela Marcondes

    Oi, marina! Li seu post inteiro meio que sem querer e ADOREI!!! Me enche o coração de alegria ao ler depoimentos como este seu!!! Que linda sua rangeríeis! Eu não sabia de nada disso que vc está vivendo, mas fico feliz de ter entrado em contato com este seu relato! ☺️ Um grande beijo e vou passar sempre por aqui!!!

    • Estelinha, que delícia você por aqui! Também adorei!
      E fico feliz que tenha gostado, ainda mais sendo algo que encontrou assim por acaso.
      Venha sempre, quero saber também o que você está vivendo 🙂

      • Estela Marcondes

        gostei muito mesmo, Marina! Agora vi que o corretor do celular escreveu uma palavra esquisita…hahahah…mas quis dizer que achei linda sua trajetória! A primeira vez foi meio sem querer (gostei mto do nome da página que apareceu no instagram)….Esta segunda vez não foi nada sem querer! VOU CONTINUAR DANDO UMA PASSADA AQUI! Acabei de ler seu texto sobre o amor moderno! Partilho um tantão do seu ponto de vista!!!! Um bjão!!!

  • Marcelo Wojahn

    Muito legal a iniciativa de vocês, Marina. Recebo direto e-mail, posts e vídeos do Gabriel. Admiro a força de vontade de vocês. Casal top! Parabéns a vocês! E parabéns pelo blog! Vou indicar o Tudo Pela Arte para minha namorada também, ela vai adorar. Abraço!

  • Pedro Henrique Demattei de Mel

    Blog promete, estarei acompanhando. Sempre que fazemos algo com amor e com boas intenções, as coisas boas chegam a nós.
    Vou compartilhar e estaremos sempre interagindo!

    • É exatamente isso, Pedro!
      Obrigada e passe sempre por aqui!

  • Vinicius Teixeira

    Vim por indicação do Goffi e me surpreendi! Muito bacana o blog, Marina! Me identifiquei e achei bastante inspirador! Vou continuar acompanhando 🙂

  • Cristian Schruber

    Sou empreendedor e busco este pensamento High Stakes que vocês falam. Tenho uma empresa chamada Vincere Leitura (www.vincereleitura.com.br) Levo as pessoas a ter alta performance na arte da leitura. Ensinamos as pessoas a lerem 200 páginas em 40 minutos com total concentração e compreensão das informações. Vou seguir e sempre estarei olhando seus post pra me inspirar e chegar a ter este mind set empreendedor high stakes que ainda nao consegui buscar.

    • Que legal, Cristian!
      Vou dar uma olhada no seu site porque esse assunto interessa muito!
      Te espero por aqui!

  • Jansen Osório

    Parabéns, Marininha! Realmente dá medo quando estamos prestes a tomar decisões que irão mudar nossa vida, dá medo… muito medo! Mas aí está a grande diferença. Porque quem toma está decisão, alcança lugares que outros jamais chegarão! Parabéns, mais uma vez, e ótimo trabalho!

    #borapraaction #highstakeslifestyle

    • Obrigada, Jansen 🙂
      E o mindset é exatamente esse.
      Let’s rock!

  • Naia Maciel

    Oi, Marina, acabei de terminar a última turma do Moving Up e acompanhava sempre a Moving Up Week. 🙂 Sou dona de uma agência de comunicação e coordeno uma equipe que produz conteúdo para blogs de várias áreas. Vai ser muito legal seguir o seu e ver como vai ser esse mês por aí e tudo que vira depois. Estou adorando o tema (tudo a ver com o que o Gabriel transmitiu no Moving Up sobre o que é ser um artista). Apesar de já ter uma empresa, acho que ainda estou buscando qual a minha arte de verdade. Espero aprender muito com você e trocar sempre que possível. Parabéns e muito boa sorte na jornada!

    • Que show, Naia.
      Espero trocar muito com você também!. Inclusive, mande feedbacks sempre que quiser, vou adorar.
      Passe sempre por aqui 🙂

  • Bruno Lins Marques Dos Reis

    Boa Iniciativa!
    Conheço um casal de amigos que estão vivendo essa sua realidade ai em San Diego também. O Instagram dele é @iamticomorais , vocês até podiam entrar em contato… Ele está com a namorada estudando inglês, mas ele está com varios planos de empreendorismo por lá. Além de fotografo ele criou um blog de passeios Vips pela California @viptoursandiego. Muito interessante!

    Boa sorte nessa nova jornada!

    Abraços
    Bruno

    • Que show, Bruno. Muito obrigada pela indicação, com certeza vou entrar em contato com eles.

  • Daniela

    Oiii Mamá! Parabéns pelo blog! Como tudo que vem de você, amei, me encantei e estava precisando ler exatamente o que escreveu. Acabo de me formar em arquitetura e não estou feliz com essa escolha. Muito obrigada por nos inspirar, perder o medo e se jogar nos nossos sonhos! Boa sorte nessa nova caminhada, tenho certeza que será linda e brilhante! Passarei muito aqui! Beijo enorme

    • Linda! Obrigada 🙂
      Acho que no fundo você já sabe sua arte né? Eu sei que não é fácil (quer dizer, não é confortável, NADA confortável!), mas vai… mergulha! Espero te impulsionar nisso, conte comigo!

  • Go for it, girl!

  • Que orgulho de você.
    Você é top e merece muito mais.

    Esse é só o começo, Marininha 🙂

    Conte comigo, SEMPRE!

  • Lucas Eglior

    Você e o Goffi são inspirações para muitas pessoas, parabéns por acreditar nos seus sonhos e compartilhar isso com o mundo, espero logo atingir o meu maximo, o melhor de mim, fico feliz por ter ganhando mais alguem a quem me espelhar e lhe desejo sucesso.

  • Gui Cardoso

    Se a chave não tivesse virado, eu e o Goffi arrumaríamos um chaveiro pra dar conta!! Haha… Mas que bom que essa tal chave virou e pôde nos proporcionar contar com a sua competência e dedicação todos os dias na High Stakes Academy, e o mundo contar com a sua arte. 🙂

    Sucesso, Mamá!!
    Gui

    • Sem palavras pra você.
      Queria que o mundo todo pudesse viver parcerias como a nossa.
      Obrigada sempre, mano Gui!

  • Parabéns Marina!
    O blog está muito bom e a linha editorial me agrada bastante. Com certeza vou querer essas pílulas de arte =)
    Boa sorte com o projeto!!

    • Obrigada, Fernando!
      As pílulas de arte vão suprir o MU Week. O que acha?

  • Galileu França

    Oiii Marina tudo bem ? Esse seu texto foi muito bom.. Diz muita coisa que estou vivendo agora… Sou estudante da Universidade Federal de Ouro Preto, e não sei se você conhece mas além de seu patrimônio histórico é conhecida também pelas República Estudantis, moro com 10 pessoas na (República MóiCana) fazemos eventos o ano todo desde Carnaval até aniversário da propiá republica entre outros eventos grandes… sou cobrado o tempo todo e cobro também dos outros moradores para acontecerem esses eventos, mantemos a nossa casa da melhor qualidade possível para se viver, nossos ex-alunos (Ex-moradores da republica e formados na UFOP que são lembrados até hoje e que convive e se preocupam com o andamento da casa)… Somos cobrados por eles também. Mas a onde quero chegar com essa historia ? Que mesmo com essa cobrança mesmo com todas as responsabilidades para manter minha querida Republica MóiCana, faço isso por que tenho a vontade de fazer, mesmo com a pressão de manter a casa bem para mim, para os ex-alunos e para os futuros moradores, não ganho um centavo para fazer esses eventos ou para manter a casa bem, mas mesmo assim tenho o maior prazer. Igual você disse NÃO É FÁCIL, más hoje estou vivendo a realidade que escolhi, e acho que isso é o mais importante independente das dificuldades, más sim pelo prazer de fazer essas coisas e também pelo aprendizado. Com seu texto é fácil ver quando você faz uma coisa que é de muita importância para você. Vou continuar a acompanha seu blog e parabéns por esse trabalho. 🙂

    • Oi, Galileu!
      Que legal seu comentário… bacana ver as associações que meu texto proporcionaram pra você.
      E é isso, quando a gente tem uma arte, a gente faz tudo por ela!
      Te espero mais por aqui 🙂

  • Marcello Duarte Vieira

    Parabéns Marina!! Ficou top o Blog!!

  • “Não importa se já estou pronta ou não. Estou vivendo, é o que vale.”

    Muito bom o texto, mas essa frase acima acho que é a mais marcante. Nesse mundo do empreendedorismo vejo mta gente com aquela fala de “quando tiver pronto irei empreender”. A questão é que acho que muito³ dificilmente nos encontraremos fisica e mentalmente prontos. A parada é pegar e ir, independente de se sentir pronto.

    Quando menos esperar verá que está pronto para aquilo que se propôs.

    • É que no fundo nunca estamos prontos né, Jonathan? Sempre vão ter detalhes a serem melhorados.
      Pra viver, só se jogando!

  • Lauenberg Vieira de Sousa

    Show de Bola….muito bacana…nós somos dono da nossa realidade e acabe a nós alterá-la.

  • Lorena Barcelos

    Olá Marina, acabei de entrar no seu site, como sugestão do Facebook, mas eu já estava “devendo” uma visita, porque sigo seu noivo em todas as redes sociais, e ele fez uma propaganda bem legal la no snap… mas simplesmente amei seu blog e esse texto. Como me senti em você. E estou passando algo bem parecido com o que você passou. Estou mudando meu rumo, trocando os focos, e me sinto extremamente perdida e com medo. Tenho deixado de viver por conta dos meus medos. Infelizmente diz muito sobre meu meio, sobre o que eu tenho vivido a vida inteira. E mesmo sabendo que será muito melhor para mim, eu ainda me sinto aprisionada em certos traumas.
    Mas o fato é que realmente essa troca de experiências nos faz ter mais vontade de tentar e arriscar. E mesmo que eu ainda esteja passando pelo que você de certa forma já passou, me sinto cada vez mais encorajada com histórias como a sua!
    Te desejo todo o sucesso do mundo, porque expor nossas vidas nunca é um caminho muito fácil, mas a recompensa positiva é sempre muito prazerosa.
    Que você se encontre cada vez mais e nunca desista nas barreiras que encontrar…
    Que Deus te abençoe. Beijosss

    • Oi, Lorena.
      É muito bom ler coisas como essas “me senti em você”, “me sinto cada vez mais encorajada com histórias como a sua!”.
      Muita coragem pra você nessa fase de mudanças e vamos lá que espero que o blog te ajude muito 🙂

  • Brisa Lehmann

    Oi Marina! Adorei o texto e com certeza tem algumas decisões que tomamos e que nos mudam totalmente de posição e comando da nossa história. Também já dei uma virada e escolhi um caminho que antes poderia ter receio mas hoje sei que fiz a escolha certa. Será legal trocar figurinhas. Parabéns pelo site e por inspirar a todos que lêem sua trajetória de sucesso. E isso é só o começo.

    • Que delícia te ver por aqui, Brisa 🙂
      “E isso é só o começo” é uma das frases que mais gostamos. O Gabriel deve repetí-la todos os dias, hehe.
      Vamos trocar figurinhas sim, quero saber dos seus novos caminhos.

  • Rodrigo

    Olá Marina,
    Parabéns a você por ter coragem de expressar seus pensamentos, o texto expressa bem o que a maioria das pessoas sentem.
    Com certeza a sua “chavinha” virou para o lado certo, e você eu diria está em “estado da arte” em todos os sentidos.
    Vai ser um prazer poder acompanhar você e compartilhar das suas idéias e pensamentos.
    Parabéns e cada vez mais sucesso. 🙂

    • Wow, obrigada, Rodrigo.
      Estado da arte é o que estou sempre buscando, esse é o meu equivalente para “alta performance”.
      Vai ser ter um prazer também ter você por aqui e trocar ideias!

  • Iasmyn Kochinski

    Mama, vendo o snap do goffi todo dia, não existe outra maneira de te chamar… Hahahahhahahahah PARABÉNS! Que trabalho lindo, que espaço aconchegante que coragem inspiradora! Te desejo tudo de melhor nessa bofa fase da sua vida, que a viagem seja mega enriquecedora e que o blog fique cada vez mais, cheio dessas palavras que Vão nos dominando sem pedir licença!! Adorei, brigada por compartilhar esses pensamentos conosco! Beijo

    • Oww, que delícia de mensgaem, Iasmin!

      Adorei a descrição de que minhas palavras vão dominando sem pedir licença. É essa arte que busco quando escrevo 🙂
      Adorei sua mensagem, muito carinhosa. Obrigada!

      Ah, e se você acompanha o snap do Goffi vai entender se eu disser que só estou respondendo hoje porque só vi a mensagem hoje, né? Correria de viagem, hehe.

  • Luiz Fernando Heiras

    O que mais me inspira hoje é o prazer pelo aprendizado, seja ele de que ramo for, essa é a única coisa que não pode ser tirada de nós. Mas só aprender não é o bastante, o que seria do mundo se os maiores pensadores e cientistas guardassem toda sabedoria que tem? O que torna toda essa sabedoria ainda mais mágica, é poder compartilhar ela, impactando a vida de outras pessoas. Apenas uma frase, uma reflexão que você passa pra alguém já poder ser um divisor de água na vida daquela pessoa.
    Busque sempre o conhecimento e sabedoria para enfrentar os obstáculos da vida, mas ao partilhar desse bem com outras pessoas, não tem preço! 🙂

  • Jaqueline Moura

    Oi Marina, que bacana seu texto, me identifiquei com algumas coisas que vc escreveu.
    Eu já deixei 2 cursos federais pela metade do caminho e me aventurei pelo mundo como modelo e tenho quase 5 anos vivendo na Cidade do México, e estou a ponto de deixar meu terceiro curso pela metade outra vez para voltar me aventurar pelo mundo para continuar exercendo a minha arte, rs. As vezes bate a insegurança o medo de começar tudo do zero, mas estou disposta a recomeçar tudo outra vez do zero e aprender com isso. Também quero aprender inglês, preciso urgentemente, rs.

  • Mariana Zehuri

    Oi, Marina! Acabei de conhecer seu blog e estou encantada. Muito desse texto chamou atenção em mim, pois me vi nele, curso uma faculdade que já não me vejo exercendo a profissão, pretendo cursar outra, mas também tenho essa vontade de viajar, me aperfeiçoar no inglês e vivenciar outras culturas. Mil dúvidas me cercam no momento, como deixarei tudo no lugar, mas conseguirei encontrar minha arte. Também sempre amei escrever, principalmente cartas. Continue, seus textos são ótimos.

  • Alex Fotografic

    Marina que bom reencontra-la . Depois de tantas vidas!!!!
    Hoje foi a primeira vez que te vi, mas e como se ja te conhece-se .
    Depois daquela live no youtube com o Gabriel, vim para o seu blog e daqui não consigo mais sair, se quer dormir.
    Ja perdi o sono e não vejo a hora de acordar amanha e poder voltar Aqui.
    Na verdade o Post e para falar um pouco da gente ne…
    Mas precisava expressar este sentimento. Pois ainda vamos falar um dia sobre isto olhando nos olhos.
    Bom me Chamo Alex,e ate hoje não sei o que eu quero ser quando crescer.
    Sou dotado de muitas qualidades ja me aventurei por muitas artes ,das quais vivi intensamente cada uma delas ate sentir que precisava mudar o foco novamente.
    Me perdi varias vezes no meio do caminho mas foi me perdendo que fui me achando.
    Alias acho que a vida e assim as vezes precisamos se perder para depois se encontrar .
    Uma das minhas artes foi trazer para o Brazil a arte Flagger.
    Ja superei a parte de querer me cobrar tanto por não fazer parte de um sistema.
    Quando alguém me pergunta o que faço , eu digo estou me preparando para fazer algo que não existe, e quando alguém me questiona o que e?
    Eu digo:
    Ainda não não sei te dizer.
    Mas e este sentimento que tenho dentro de mim,
    E como se todo o caminho que ja percorri na minha vida ate o momento, estivesse me preparando para este algo maior que esta preste a se revelar.
    E como um fruto que so vai estar pronto para comer quando estiver maduro.
    Esta semana falei não para duas propostas de emprego. pelo simples fato de não terem um propósito maior.
    E por incrível que pareça, estar dizendo não para oportunidades que muitas pessoas daria tudo para estar la,
    Não mais pelo dinheiro não mais pela rotina pela responsabilidade .
    E sim pela vida, pela arte, pela experiência, por algo que quando eu falo os pelos do meu corpo se arrepia…

    Este sou eu um artista sem definição em constante desenvolvimento e crescimento que cria e recria a todo momento.

    Nunca soube o que eu queria da vida.
    Sou um eterno apaixonado, um pássaro livre que quando vejo que aquilo me tira a alegria de viver largo tudo sem medo do que vai acontecer , confiante pleno em um universo que me sustenta por ser parte dele e estar sempre trabalhando a favor do seu crescimento e visando sempre o desenvolvimento das pessoas ao meu redor não apenas em uma única área mais em todas as áreas da vida.

    Hoje ao retornar ao meu ultimo emprego, foi tao gratificante poder ver não so meu ex chefe mas todos os que eu gerenciava pedindo volta por favor e mesmo tendo apenas alguns trocados no bolso dizer: eu não vim para ficar so para receber o que ainda me falta ser pago. Voltei para casa com o coração cheio por saber que por ali eu passei e deixei minha marca mas não mais voltarei por ser um lugar aonde somente se visa o lucro e não existe propósito.

    Prefiro estar hoje vivendo com pouco dinheiro, mas com o coração livre e a alma cheia de esperança e energia para continuar minha busca naquilo que realmente faz os pelos dos meus braços se arrepiarem….

    A sincronicidade voltou se fazer presente na minha vida.

    conforme eu for lendo seu blog acho que vamos se conhecer melhor por hora e isto.

    Um forte abraço com muita Luz…

    Alex Vieira

  • Adriana Pestana Greenhalgh

    Marina sua linda, haja te acompanho há um tempo e sempre sou surpreendida com textos tão deliciosos e fáceis de ler que entram na nossa cabeça como música…parece que somos amigas há muito tempo e que trocamos correspondência de vez em quando para falar da vida…assim me sinto ao ler o que vc escreve! Que bom que vc tomou a decisão de viajar sozinha, apesar da saudade do Gabriel, mas para poder seguir seus sonhos… te desejo tudo de bom nessa jornada é que sempre possa ler suas palavras! Um grande abraço!

  • Lucas Favaretto

    Olá Marina, tudo bem?

    Gostei bastante da maneira como escreve, sua clareza e a mensagem que deseja compartilhar.

    Parabéns pela sua atitude de largar a faculdade e nadar contra a maré.

    Hoje o que mais me inspira é a busca pela minha melhor versão e a minha arte é inspirar pessoas através da bicicleta.

    Sei bem como funciona essa história de virar a chave e apesar de ainda não saber como compartilhar a minha dessa maneira, acho que ela já está virada pro lado certo.

    Agradeço por compartilhar essas experiências e desejo muito sucesso na tua jornada!

  • Gabriely Bastos

    Feliz demais por saber que você compartilha da sua arte! Concordo contigo que por vezes nao temos oq que procuramos assim disponivel, voce pode ser inspiração pra milhares de pessoas atraves doa seus textos. Já gostei muito do que li aqui. Muita luz e amor pra ti e pro Gabriel!